Destaques Guarantã

Vereador Jerônimo pode fazer história em Guarantã, pelo lado positivo ou negativo

Vida pública do prefeito Cláudio, está nas mãos dos vereadores

Para quem não sabe, provavelmente o vereador Jerônimo não será candidato nas próximas eleições, pois ele sofreu condenação, tendo em vista o aumento salarial recebido como vereador na legislação anterior. E não só ele, os outros companheiros da mesma legislatura, também estarão impedidos de ser candidatos. Em outra postagem, explico com mais detalhes está situação.

Jerônimo, poderá encerrar seu trabalho como vereador de forma heroíca, ou como vilão. Nós saberemos qual será o caminho que ele escolheu na próxima sessão ordinária de Guarantã, que será realizada na próxima terça-feira dia 19.

Entenda:

O Prefeito de Guarantã, poderá ser cassado na próxima terça-feira, 19. O futuro da vida pública de Claúdio Trindade, está nas mãos dos vereadores em especial do vereador Jerônimo.

O prefeito de Guarantã, sofreu duas derrotas judiciais, a primeira conforme foi divulgado anteriormente no Portal da Folha de Cafelândia. O chefe do executivo de Guarantã, foi condenado por improbidade administrativa e agora derrotado em seu recurso. O parecer da Justiça de Cafelândia, foi desfavorável ao prefeito Claúdio Trindade, quando ele se defendia das acusações feitas por um cidadão de Guarantã, que apresentou diversos apontamentos de irregularidades, entre eles, contratação excessiva de funcionários comissionados, emissão de diversos decretos sem a autorização da Câmara, contratação de uma empresa de consultoria no valor de mais de R$ 75 mil, sem a devida avaliação e aprovação por parte dos vereadores, entre outros.

Após a derrota na Justiça, a Câmara de Guarantã votará sobre a denúncia que já foi aceita pelo legislativo anteriormente.

 Caso, seis vereadores acompanhem a decisão da Justiça, o prefeito Cláudio Trindade será cassado.

A questão é a seguinte: com nove vereadores que compõe a Câmara Municipal, quantos votarão de acordo com a decisão da Justiça e quantos votarão a favor do prefeito?

O ministro Sergio Moro, que anteriormente era Juiz, iniciou um trabalho para que a Justiça seja aplicada aos culpados, exemplo a Lava Jato.

A pergunta que não quer calar é: quais vereadores estarão do lado da Justiça? Pois caso o prefeito conquiste quatro dos nove votos, ele mesmo sendo condenado pela justiça, seguirá seu mandato como se nada tivesse acontecido.

Talvez, você pergunte porque o vereador Jerônimo poderá sair como herói ou vilão? Ai vai a resposta.

Em 2017, quando a denúncia foi aceita pela Câmara de Guarantã, o prefeito entrou com recurso. E faltando poucos minutos para iniciar a sessão que poderia cassar seu mandato, a defesa do prefeito apresentou uma liminar suspendendo a realização da mesma, ou seja, ele recorreu. E com isso, ganhou tempo.

Naquela época, sete vereadores estavam de acordo em seguir votando contra as irregularidades, mas com o passar do tempo as negociações mudaram este placar.  Segue abaixo, explanações sobre a votação.

Naquela época, a denúncia foi acolhida pelos vereadores com seis votos a favor, dois contrários e uma abstenção. Votaram a favor: Lara (presidente), Gomã, Jerônimo, Fietinho, Flavinho e Irmão Marquinho; votaram contra: Jair Carneiro e Carlinho da Ambulância; Linho se absteve.

Com este placar, o prefeito Cláudio Trindade seria cassado.

Na realidade de hoje a situação é diferente e o prefeito poderá se livrar da cassação, mesmo com o parecer da Justiça contrário aos seus atos.

Hoje, o placar poderá ser cinco vereadores a favor da Justiça e quatro a favor das irregularidades cometidas pelo prefeito Cláudio Trindade, conforme decisão em primeira instância.

Porque mudou o placar? Passaram para o lado do prefeito, o vereador Fietinho e isto já ocorreu a um bom tempo, vereador Linho, que se absteve deve votar a favor da Justiça e com isto o placar ficaria seis a três, placar que cassaria o mandato do prefeito.

Mas o vereador Jerônimo, que estava a favor da Justiça parece que mudou de lado e votará a favor de Cláudio. E com esta decisão, o prefeito de Guarantã se livra da cassação.

Se o vereador Jerônimo votar desta forma, pode vir a ficar marcado na história de Guarantã, como um vereador vilão que foi contra a decisão da Justiça e favorável a possíveis irregularidades cometidas pelo prefeito Cláudio. E seria um encerramento melancólico.

Por outro lado, ele poderá fazer história e encerrar sua vida pública como um herói, que votou do lado da Justiça e cumpriu seu dever de cidadão, que honrou os votos que recebeu.

A resposta sobre a atitude que o vereador vai tomar, os guarantaenses ficarão sabendo na terça-feira, dia 19, as 19h na sessão ordinária, que será realizada na Câmara Municipal de Guarantã.

Segundo informações que a reportagem da Folha de Cafelândia, recebeu do advogado da Câmara, o senhor Antônio Marcos, se seis vereadores votarem a favor da decisão da Justiça, o Prefeito Cláudio será cassado.

Segundo fontes da Folha de Cafelândia, o Jerônimo votará contra a Justiça ou seja a favor do prefeito Cláudio.

Um dos indícios que ele votará a favor do prefeito, é um evento que será realizado hoje em Guarantã, sobre o Programa Nosso Bairro e traz no cartaz de divulgação, o apoio da Prefeitura Municipal de Guarantã, Prefeito Cláudio e vereador Jerônimo.

O interessante, é que o prefeito Cláudio Trindade não construiu nenhuma casa em suas gestões, seja anteriormente ou na atual. E as vésperas de uma votação, que poderá cassar seu mandato, divulga um evento como este. Talvez porque o grande anseio da população, seja conquistar uma casa própria e isto poderia tirar o foco da votação da próxima terça-feira,19.

A população de Guarantã, está atenta. E a Folha de Cafelândia, divulgará o resultado desta votação nos mínimos detalhes. 

Fique atento as próximas edições impressas e também em nosso Portal digital.

A pergunta é: Jerônimo votará a favor da Justiça ou contra? De a sua opinião.

OBS – Com a decisão do fórum de Cafelândia, mesmo que o prefeito recorra para o   TJSP, não terá como suspender a sessão que será realizada na próxima terça-feira, 19, ou seja, o recurso não tem efeito suspensivo.



Vereador Jerônimo, que estava a favor da Justiça parece que mudou de lado e votará a favor de Cláudio


Você pode gostar